domingo, 19 de abril de 2009

Técnica "Fobi Capela em Y de Roux"

E aí gurizada blogueira, tudo beleza neste domingão pré feriadão??
Quer dizer, feriadão é pra quem PODEEEE
hehehe, muitos como eu, não terão feriadão...
Mas enfim, para quem esta curtindo desejo tudo de bom.

O ruim mesmo ficou a cargo dos pobres mezerávis como eu, além de ficar por casa, ainda esfria e chove, aí quando digo que "desgraça pouca é bobagem" ninguém me acredita!!!
hehehe
Aqui em Caxias deve estar fazendo uns 11º, com sensação térmica de 09º e uma chuvinha teimosa e bem fria hehehe para não dizer "molhada" hehehehe (graciosa eu não?)

Bom, desde que montei meu blog, e relatei minha luta em prol da gastroplastia, nunca adentrei profundamente
(olha eu usando palavras difíceis...kkk) no assunto da técnica usada pelo meu cirurgião Dr. Luciano Neto Santos na realização da mesma em mim.
Abaixo quero tentar ajudar a esclarecer dúvidas que talvés muitas pessoas tenham em relação a isso, e como bem sei que muitos aqui apenas lêem meu blog, mas por timidez ou por anonimato preferem não postar, espero com isso ajudá-los a exemplificar minha técnica e assim sanar dúvidas e que os mesmos possam ir acompanhando meus resultados. O post pode parecer comprido, mas vale muito a pena ler.

Fiz por videolaparoscopia a técnica de Fobi Capella em Y de Roux ou se preferirem By Pass Gástrico em Y de Roux, aonde ele nos explicou, a mim e minha família que usa "uma parte pequena" da alça do intestino que fora retirada para fazer uma cinta gástrica envolta do meu "novo" estômago, para evitar que futuramente ele venha a expandir exageradamente novamente.
Vale lembrar que o "estômago" é um músculo, e sendo assim pode distender-se.
Além disso, também nos explicou que utiliza um anel de titânio.
(exatamente como na imagem abaixo)



O que consite a técnica:

Inicialmente, uma pequena bolsa estomacal é criada através do grampeamento ou do banding vertical além da aplicação de um pequeno anel de silicone(atualmente tem sido usado "TITÂNIO" e quando é usado, pois também há a técnica SEM O ANEL) o que irá causar uma restrição na ingestão de alimentos.
A seguir, uma seção do
intestino delgado em forma de “y” com a alça alimentar medindo entre 1,0m e 1,5m” (a alça bílio-pancreática medindo até 3,20m segundo Dr. Paulo Maciel) é fixado à bolsa para permitir que os alimentos passem ao intestino delgado sem passar no duodeno e primeiras porções do intestino delgado provocando uma absorção reduzida das calorias e nutrientes.

Da mesma maneira que na banda gástrica, esta técnica possui um componente principal restritivo, diminuindo consideravelmente a quantidade de alimento necessária para proporcionar saciedade, e requerendo o mesmo padrão de comportamento alimentar
(mastigar bem o alimento, comer lentamente, e ingerir pequenos bolos de cada vez).




Por outro lado, pelo fato do alimento não passar pela maior parte do estômago e pelo duodeno, caindo direto no intestino delgado, o bypass gástrico traz alguns mecanismos adicionais que levam a um controle maior do apetite e a uma perda de peso mais rápida e mais intensa do que nos procedimentos puramente restritivos. Por isso muitas pessoas também usam um outro termo para discriminar tal técnica, a chama de cirurgia "Disabsortiva", mas conhecida também como Scopinaro.

"Método Scopinaro"
Nas técnicas disabsortivas promove-se um encurtamento do intestino delgado, reduzindo o tempo de contato dos nutrientes com as células intestinais dificultando sua absorção, a Derivação Bilio-Pancreática de Scopinaro é a principal representante deste grupo. Nessa cirurgia é realizado um grande desvio no intestino conjuntamente com a retirada de uma parte do estômago. Esse desvio faz com que o alimento percorra a maior parte do intestino sem entrar em contato com as enzimas digestivas e portanto sem absorver boa parte dos acúcares e gordura ingeridos.

Antigamente, e em relatos de muitas pessoas que a fizeram, o famoso método SCOPINARO, aonde tiveram pessoas que retiraram quase ou mais de 90% do seu intestino delgado.
Mas em contra partida, muitos(repito muitos e NÃO TODOS) também após algum tempo de cirurgiado apresentavam complicações como emagrecimento exagerado, anemia, bulimia, etc...

O meu cirurgião faz um estudo diferenciado para cada paciente levando em consideração, peso, altura, comorbidades, e se tem histórico familiar de diabetes, colesterol, trigliceres, pressão alta etc...


E assim determina o quanto ele retira do intestino em questão.
Ele nos explicou que por exemplo, no meu caso, eu não tinha diabetes, colesterol, trigliceres, etc...
Porém minha avó paterna, avô paterno, tio paterno, e alguns familiares maternos possuem alguns dos quadros por mim citados anteriormente, sendo assim minha pré disposição genética para ter tais doenças é grande.
Levando em consideração estas informações, ele retirou um valor "X" do
meu intestino, entenderam??

Quantos quilos se perde com a Cirurgia ?

Após a cirurgia observa-se uma progressiva perda de peso que vai até cerca de 2 anos, quando o peso tende a se estabilizar. Na maioria dos pacientes a perda de peso varia entre 50 e 75 % do excesso de peso, com uma média de 63 % para a banda gástrica e de 75 % para as cirurgias de Capella e Scopinaro.

Nos primeiros seis meses a perda costuma ser mais intensa, com a maior parte do resultado sendo obtido no primeiro ano, mas podendo melhorar um pouco mais até o quarto ano após o p
rocedimento, principalmente no caso da banda gástrica, onde a perda é mais lenta e prolongada.
Obviamente o comprometimento de cada paciente, idependentemente da técnica, ingerindo alimentos de baixo teor calórico, e introduzindo a prática do exercício físico, irá aumentar a quantidade de peso perdido, bem como acelerar ainda mais o tempo de retorno à faixa de peso normal.

Portanto, se não houver um compromisso do doente no sentido de seguir as orientações médicas, evitando principalmente exageros com os doces, a gordura e o álcool, a perda de peso pode ser comprometida.
Outro aspecto importante de se lembrar é que a velocidade e a intensidade da perda de peso é muito variável de pessoa para pessoa, com alguns pacientes perdendo muito rapidamente, e outros com uma tendência a uma perda mais arrastada.
Embora sempre exi
sta uma grande ansiedade para se atingir o peso desejado, a maioria dos pacientes permanecerá com algum excesso de peso, variando de acordo com o peso pré-operatório e as modificações promovidas nos hábitos de vida. O gráfico acima mostra a evolução do peso médio dos nossos pacientes nos primeiros três anos após a cirurgia.

Por isso para quem ainda pretende fazer a gastroplastia, saibam que é um comprometimento eterno e constante a escolha pela cirurgia! Ela NÃO é milagrosa, apenas é um auxílio na busca por uma vida saudável. Tenham a plena consciência disso!

Aí eu eu vos pergunto:
FICOU COM DÚVIDA da TÉCNICA Fobi Capella???

Clica nos links abaixo, que te levará ao Youtube, e lá vc verá dois vídeos excelentes ao estilo infográfico(desenho) que exemplifica muito bem como é feita a gastro por esta técnica, e mostra como é o seu estômago e como ele ficará.
Vale muito a pena conferir.
Mostra tb como são os furinhos feito por vídeo e a incisão sendo aberta. Adorei os vídeos!

Vídeo Fobi Capella 1 no Youtube

Vídeo Fobi Capella 2 no Youtube



Gente, quero que saibam que estarei sempre aqui a disposição para responder a qualquer dúvida que vcs possam ter.
Me adicionem no orkut, mandem-me e-mail, deixem as perguntas nos comentários do Blog, mas não achanhem-se em buscar ajuda. Sempre antes de tomar qualquer decisão busque informar-se sobre o assunto, prós e contras, vantagens e desvantagens, etc...

Acho que já postei demais né mesmo?
Por hoje era isso!
Um ótimo restinho de feriado para quem o tiver, e um maravilhoso início de semana para que não tiver feriadão, hehehe
Muitas beijokas em todos os corações de quem estiver lendo meu bog.

Valeu por cada comentário, ou tempo dispensado na leitura das minhas palavras!






Muitos termos e fotos que usei neste post, para me fazer entender
sobre a técnica Fobi Capella e demais que citei acima,
retirei de alguns sites, vamos as créditos:
Fobi Capella
Obesidade Morbida
Disabsortiva
By Pass

13 comentários

Lei disse...

Muito bom o seu post Nanny! Ainda mais que vc ter feito a cirurgia, dá autoridade na sua explicação!
Quando tive oportunidade de fazer a cirurgia eu não tive coragem, fiquei com medo de não poder comer mais. E hoje eu sei que tomei a decisão certa, pois eu não tinha o psicológico preparado para tamanha mudança em minha vida.
Agora uma pergunta... vc acha que uma pessoa que não fez a cirurgia de redução do estômago pode fazer o mesmo tipo de dieta? Ingerindo apenas 100ml dealimento por vez?

beijos!

Heliane disse...

Amei seu post,e acho sim muito importante as informações para nós q queremos operar!!!! Quanto ao feriado, eu estou trabalhando hj, quer pior!!!!! Bjs e uma linda semana.

ROGELIA MATTOS disse...

OI NANNY,ADOREI A POSTAGEM E OS COMENTS NAS FOTOS TB.DEIXEI UM SELINHO PRA VC LA NO BLOG.BJINHOS!!!

http://www.priemforma.com disse...

Retribuindo a visita será um prazer ter vc sempre no meu blog espero que possamos ser amigas.

Helane Sousa disse...

Olá linda, obg por me linkar, adorei seu blog! vc tem um banner pra q eu possa te linkar?

bjaão!!

Cris Fênix disse...

Oi Nanny, tudo bom lindona?
Esse tipo de postagem sempre é muito bom por que sempre aprendemos coisas novas e importantes.
Deixei selinho para vc no blog.
Beijos

Heliane disse...

oi querida, vim só pra deixar um bj e dizer q tem selinho pra vc no meu blog, passa lá!!!! Bjsss!!!!

Jorge disse...

Muito bom, vou fazer esta cirurgia ainda este mês. VALEU!!!!!!!
Jorge

Anônimo disse...

oi... nossa adorei seu blog me ajudou um pouco...pq eu pretendo fazer a cirurgia e estou me informando, meu medico disse q vai usar uma tecnica de fobi cappela sem anel não encontrei quaze nada sobre essa...se vc puder entrar em contato comigo, gostaria de saber tbm como foi seu pos cirurgico...bju

nandaguiri@hotmail.com


orkut e so escrever fernanda vaz de melo

Anônimo disse...

Nanny até chorei de emoção lendo seu relato nos dias em q ficou internada, pendo em fazer essa cirúrgia, tbm tenho filhos (3,5 e 6mêses). Meus maiores motivos em fazer (e tem complicações) e ñ fazer (e ter complicações devido o alto peso).Ameeeeeiiiiii a sua histório...Bjs e muita saúde e paz p/ vc...Ah inclusive na parte conjugal tbm, somos e "estamos" parecidas..rsrssrrs atitude2009@hotmail.com

mariaantonia disse...

Valeu pela explicação estou fazendo os exames p a cirurgia bariátrica e foi muito bom ler seu artigo BJKS

Rafaela disse...

Parabéns!
Minha cirurgia tb.foi realizada pelo método By Pass, há 6 dias.Ainda não caiu minha "ficha" q vou conseguir perder tanto peso mas tenho fé, persistencia e coragem.
Abraços,
Rafaela.

ane disse...

oi!
gostei muito de sua explicação, meu marido foi ao mrdico e ele disse que vai usar esta técnica, fiquei muito preocupada, por saber que sempre há riscos.
como foi o pós nos primeiros dias? e anos meses seguintes?
precisou de plastica para excessos de pele, só musculação resolve?
bjs. ane