segunda-feira, 4 de maio de 2009

O GORDO “EMAGRECIDO”: A MANUTENÇÃO


Olá caros leitores deste meu humilde blog! Vasculhando sobre artigos relacionados a obesidade, compulsão, etc...
Achei uma matéria interessantíssima e vim compartilhar com vcs!
Espero que gostem e apreciem a leitura!

Após tentativas, dietas, tratamentos você conseguiu: ao atingir o peso desejado você agora é magra!

Infelizmente não é bem assim. A pessoa que foi gorda ou obesa irá manter de maneira latente, a tal “tendência de engordar”. Por isso é um “gordo emagrecido”.
Está magro, mas NÃO É MAGRO. E só estará magro enquanto se e enquanto se mantiver em tratamento. Jamais poderá comer como antes ou voltará a engordar. É duro? É duro! Mas é a realidade. E não para aí. A grande maioria das pessoas que emagrecem volta a engordar em um ano. Não é terrorismo. É preferível que você saiba o que lhe espera se quiser continuar magra. Obesidade não tem cura, tem tratamento. Potencialmente, você pode recuperar o peso se descuidar. É doença crônica! Por isso, mais que dieta e medicamento, é MUDANÇA DE ESTILO DE VIDA!

Emagrecer é menos difícil que manter o novo peso. Quando você se lança num processo de emagrecimento e começa a perder quilos e mais quilos recebe uma recompensa social. As pessoas notam, elogiam. Você, feliz com a “notoriedade” se lança a

perder mais e mais quilos. Aí, chegando onde deseja, esse retorno social para. Após algum tempo as pessoas sequer farão menção ao fato. Comportar-se-ão como se fosse a coisa mais natural do mundo!

Nutricionalmente, ao longo do emagrecimento, havia rigor na dieta. Na manutenção ocorre a flexibilização das quantidades e da qualidade do alimento, que não pode ser confundida com “liberdade total”. Algumas pessoas confundem emagrecimento com mera perda de peso. O novo estilo alimentar deverá ser respei

tado. Dietas “loucas” ou “regimes” são as melhores maneiras de voltar a engordar, se é que conseguirá emagrecer. O “caminho mais curto” aqui não é o melhor.

Por outro lado, a permanência no novo peso por grande período de tempo promove adaptações no organismo que o tornarão mais

resistente a acumular gordura novamente, mas nunca na mesma proporção da pessoa que não é gorda.

E o aspecto mais importante: psicologicamente você deverá estar equilibrada! Se anteriormente comia por ansiedade, fez um “sacrifício”para perder peso e não tratou dessa ansiedade, tenha certeza: você voltará a engordar. Se o excesso de comida exercia uma função em sua vida, preservá-la da intimidade, protegê-la do convívio social, anestesiar sua sexualidade, entre outras, procure conhecer-se melhor ou...nada feito! Os quilos estarão de volta!

Quanto tempo dura o tratamento? O RESTO DA VIDA!

Bjokas e se Deus quiser até breve!

3 comentários

Heliane disse...

oi Nanny!!!!!Adorei a materia. mas e vc de noticias suas. Bjs

Cris Fênix disse...

Oi Nanny, vc tem toda a razão. Embora eu ainda não tenha operado, procuro sempre pensar que serei para sempre um ex gorda e que não tiver cuidado volto a engordar.
Por isso sempre bato na tecla que se a cabeça não estiver legal o resto poderá não ficar legal também. Por isso é tão importante o apoio da psico, dos amigos e da nossa família.
Como tu andas?
Beijos

иลииy'ruivo disse...

Olá meninas, eu estou relativamente bem! Obrigada por perguntarem, ainda estou aqui envolta com alguns errinhos que meu BLOG apresenta ao ser aberto no internet explorer, mas logo logo resolvo! hehehe
Bjokas e obrigada pela visita Heliane e Cris!
:X