domingo, 17 de maio de 2009

Porque sentimos mais fome no inverno??


ô vidinha complicada viu??
Bem que a gente tenta descomplicar, mas a danada é arredia e quase sempre ensaboada, resumo da ópera, ela complica de lá, eu tento daqui e vamos levando a vida mesmo?
Contei pa ra vcs no meu último post que eu tinha começado a trabalhar meio turno ? Pois bem, como fazia mais de 07 meses que estava desempregada, já havia me desabituado a "ralar no serviço" e ralar o triplo nas funções domésticas.

Quem diz ser facinho ter que cuidar de uma casa(com todas as obrigações que nós todas aqui bem sabemos), marido, filha, o "pai" de lambuja e ainda ter tempo para trabalhar fora e cuidar de si...
Só de escrever já cansei! Affff Pois quem diz isso, ensine o segredo pois ainda ninguém me contou!
Contei pra vcs qual é a música do meu despertador?? "O Dingle da Isaura" Que Isaura?? A Escrava povo, lembram dela na novela?? ... "Lerê Lerê, lererê lererê..." hahaha Já acordo no clima...hehehe
Mas enfim, como não vim ao mundo a passeio, preciso trabalhar e nasci mulher -->VAMO VAMO RALAR people?? Ôôôô mo pai, agorinha lembrei que amanhã é segunda-feira...
PARA o mundo que eu quero descer!!! hehehe



Esta semana começou a esfriar aqui no Sul, e a região dos campos de cima da serra (aonde moro), noite retrasada fez 01º!!! Dormi encarangada e batendo os queixos de frio! hahaha
Pior do que o frio é a porcaria da fome, relativamente é normal sentirmos mais fome no inverno, agora vc sabe o porque??
Resolvi pesquisar para entender as consequências do frio e da fome em nosso organismo.
Obs.: Alguém aí quer um golinho de chocolate quente?? (hehehe ai que maldade)


Por que sentimos mais fome no frio?


É natural sentir mais fome no inverno do que nos dias quentes. Basta notar como naturalmente substituímos no cardápio os alimentos leves como saladas e grelhados por massas, fondues, sopas, cremes e doces. Como consequência, além de ganhar peso, vem a preguiça e a diminuição na frequência dos treinamentos, como numa reação em cadeia.


Mas por que isso acontece? Como nosso corpo reage e funciona frente às alterações climáticas e como podemos prevenir consequências indesejáveis e trabalhar sempre pela melhora no rendimento e bem-estar?

De acordo com dados médicos oficiais, o corpo humano é homeotérmico, ou seja, possui temperatura interna estável. Por meio do controle das taxas metabólicas, é possível equilibrar os níveis internos de temperatura de acordo com o ambiente externo. Em termos mais simples, esse controle impede que nosso corpo congele quando os dias estão mais frios ou que ferva na época do verão.


Estabilidade, no entanto, não significa perfeição. Nosso organismo é capaz de adaptar a própria temperatura ao clima, mas não é capaz de fazer isso sozinho, sem o apoio de elementos externos que garantem a energia a ser trabalhada e aceleram o metabolismo. Esses fatores estão associados tanto ao tipo de alimentação que adotamos quanto às atividades físicas que praticamos, de acordo com cada época do ano.


O alimento funciona como a lenha que vai servir de combustível para manter nosso corpo aquecido, exemplifica Henrique Suplicy, médico endocrinologista e presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso). Ele também explica que o gasto energético diário está dividido em 60% de metabolismo basal, ou seja, o funcionamento convencional dos órgãos humanos; 30% é gasto com atividades físicas simples como locomoção, fala e até respiração e os outros 10% perdem-se com a termogênese: a manutenção da temperatura natural do organismo, que se dá também pela ingestão de alimentos.

Para manter o corpo aquecido no inverno é preciso comer mais. Alguém que vive no Pólo Norte precisa consumir mais calorias do que alguém que está no Rio de Janeiro. Só assim a temperatura corporal adapta-se às condições do clima, finaliza Henrique Suplicy.


Outro fator importante citado por especialistas é a necessidade de proteger, com o consumo calórico, os órgãos internos quando a temperatura externa cai. É a quantidade de energia ingerida que determina a espessura da capa de gordura que vai proteger os órgãos vitais. E no inverno, ela precisa ser maior.

Do ponto de vista nutricional, a necessidade de o organismo produzir energia para se manter aquecido também é uma máxima e está associada tanto aos fatores fisiológicos quanto à mera sensação de que precisamos comer mais.


No frio, a sensação de fome parece ser maior, porque o nosso organismo gasta mais energia para produzir calor e manter a temperatura alta. Embora o corpo tente preservar a gordura guardada porque ela atua como isolante térmico os estoques de glicogênio (armazenamento de carboidrato) se esgotam mais rapidamente, explica Gabriella Guerrero, nutricionista funcional da Nutriessencial Consultoria.


Como comer


Algumas dicas para atender às necessidades naturais do organismo sem exagerar no consumo exagerado e desnecessário de calorias é a substituição de alimentos. Trocar as saladas pelas sopas é uma boa opção. Ao escolher ingredientes como legumes e grãos, garante-se a ingestão de vitaminas importantes sem pecar no excesso de gordura


No inverno é bom optar por receitas caseiras e evitar o consumo de alimentos industrializados, como sopas e a junkie food. Os condimentos e ingredientes naturais garantem o ganho nutricional e os pratos quentes proporcionam maior saciedade e alimentam, além de esquentar, explica a nutricionista Tatiana Matuk, da Globalnutri Assessoria e Consultoria.


Quanto aos doces, também é possível fazes alterações sem perder no prazer. Troque o chocolate quente convencional pelo preparado com leite desnatado e chocolate light, recomenda Gabriella Guerrero. Para a sobremesa, experimente aquecer frutas como maça, pêra e banana por 20 a 30 segundos no forno de microondas e polvilhe, após o preparo, canela em pó, ingrediente muito digestivo e antioxidante, sugere.

Cuidar da alimentação ainda é a melhor maneira de manter o bom funcionamento do organismo, comendo bem e passando o inverno sem sofrimento. Aliando estes cuidados à atividade física constante, tanto a saúde quanto a boa forma estarão garantidas quando a estação verão chegar.

Fonte: UOL


Mudando de Assunto...


Hoje tenho novidades, algumas amigas que me acompanham a algum tempo ou me conhecem mais que a mim mesma, sabem que eu adoro fuçar em programas editores de fotos como o Photoshop, Photoscap, Corel etc...


Adoro fazer montagens de antes e depois das amigas gastroplastizadas, algumas vcs podem conferir aqui ao lado no vídeo que disponibilizei pro Obesileve.
Modestia a parte as montagens são sempre elogiadas pelas amigas...hehehe
Como muitas meninas me pediam para fazer montagens e eu já quase sem tempo e não querendo maguar ninguém, havia estipulado que só as faria para conhecidas, amigas que eu conhecesse pessoalmente.


Fora que a alguns anos, sempre sou eu que faço convites de aniversários infantis temáticos e de lambuja as lembrancinhas para os filhos de amigas e conhecidos.
Banners para divulgação de eventos e festas também.
Logotipos para Blogs, empresas, e marcas em geral.
Criação de BLOGS para amigas.(Com os meus, já fiz 05) Ufa!!!
Molduras personalizadas para fotos de todos os tipos.
Álbuns Infantis digitais, sabem aqueles álbuns de babys com fotos desde o nascimento, tipo "Eu na barriga da mamãe"," meu 1º banho", "minha 1ª risada" e por aí vai.

Conversando com uma amiga a algumas semanas, a DÊNIA (minha Assessora para Assuntos Aleatórios hehehe) ela me convenceu a abrir meu leque de dotes para terceiros.
Então vamos lá galera, estou montando um outro blog para divulgar os trabalhos que sei fazer referindo-me a "arte digital".
Em breve posto aqui para vcs conferirem.

Quem sabe não está aí a minha realização profissional e pessoal, só saberei se tentar não é mesmo?
Pois então aguardem as novidades ok?


Espero que tenham gostado do artigo.
Uma excelente semaninha à todos.
Bjokinhas

4 comentários

Carol disse...

Amigaaaaaaaaa!!! Obrigada pelas dicas.. essa seman aquase enlouqueci, fome! Fiquei :-o pq imaginaaaaaaaa.. depois de 3 anos de ciru sentir fome? Fui logo avisando meu querido amigo cérebro, pra se comportar.. e para de me enganar!! Não é fome! É vontade de comer!!kkk
Admito comer um pouco a mais, mas não o dia todo né?!kkkkkk
Sobre seu trabalho extra, amiga! Te dou a maior força e depois me ensina a fazer um selinho do meu blog?!!!
Bjuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Claudia disse...

Nanny

Me passa o endereço do seu site digital..

quero fazer orçamente de um convite de aniversario!!!

Vc só monta e eu imprimo aqui!!!

beijos

Claudia

Cassi - Santo André disse...

Nany parabens pelo blog e pelo artigo !!
Qdo tiver com o outro pronto nos envia lá no GAG,ok ?

Bjooss..

Anônimo disse...

intiresno muito, obrigado